Fourth day 2: Democracy and Power

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:"Tabla normal";
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-qformat:yes;
mso-style-parent:"";
mso-padding-alt:0in 5.4pt 0in 5.4pt;
mso-para-margin-top:0in;
mso-para-margin-right:0in;
mso-para-margin-bottom:10.0pt;
mso-para-margin-left:0in;
line-height:115%;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:"Calibri","sans-serif";
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-font-family:"Times New Roman";
mso-fareast-theme-font:minor-fareast;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-bidi-font-family:"Times New Roman";
mso-bidi-theme-font:minor-bidi;}

Democracia e Poder (Patrick Heller)

A democracia é um instrumento que legitima o poder e o distribui de forma igualitária na sociedade, todavia, existe uma diferença entre a igualdade garantida pela lei e a desigualdade que existe de fato. Ou seja, não basta existirem direitos, eles devem ser efetivos.

A sociedade, por meio das organizações civis, tem uma função importante na efetivação dos direitos, porque pode pressionar os governos e divulgar informações que o Estado não divulga. É necessário, no entanto, conhecer a quem essas organizações apóiam, quem são seus aliados, uma vez que as organizações também devem ter suas próprias avaliações políticas.

Os movimentos sociais podem contribuir substancialmente para o aperfeiçoamento do sistema político, como por exemplo com a participação de seus lideres na elaboração de políticas publicas ou mesmo dirigindo o Estado, como no caso do Brasil com o Partido dos Trabalhadores (PT).